Home / Destaque / Nutricionista Solaine Marques fala sobre a falta de Serotonina em nosso organismo
Clique e Saiba mais

Nutricionista Solaine Marques fala sobre a falta de Serotonina em nosso organismo

Castanha do Pará, amêndoas, avelã, castanha de caju, nozes ajudam a combater a falta de Seretonina no organismo /Foto: Reprodução Google

Solaine Marques

A serotonina é uma substância química produzida pelo corpo que permite que as células cerebrais e outras células do sistema nervoso possam se comunicar umas com as outras, do qual  exerce efeitos importantes sobre a parte do cérebro responsáveis por controlar o humor, apetite, desejo e desempenho sexual, sono, memória, aprendizagem, interação social e regulação da temperatura.

Baixos níveis de serotonina podem ser causados pela baixa ingestão ou inadequação de fontes dietéticas ricas em L-triptofano.

Este L-triptofano é um aminoácido usado na produção de serotonina, que é capaz de atravessar a barreira sangue-cérebro e quando os alimentos ricos em L-triptofano são retirados da dieta, a serotonina reduz sua produção e quando eles são reintroduzidos, a serotonina é sintetizada novamente.

No entanto manter uma dieta rica em alimentos em  L-triptofano pode ser a solução para varios sintomas já citados e até amenizar a compulsão alimentar, segue então alguns alimentos que pode elevar os níveis BAIXOS de serotonina.

  • Damasco seco,tâmara seca, ameixa seca, uva passa, banana seca: contém triptofano, um nutriente que ajuda a combater os efeitos da falta de serotonina.
  • Banana: diminui a ansiedade e ajuda a um sono tranquilo. É rica em hidratos de carbono, potássio e magnésio que estimulam a produção de serotonina; e por ser rica em vitamina B6, fornece energia.
  • Aveia: contêm alto teor de triptofano, o precursor da serotonina, hormônio que ajuda a manter o bom humor e a saciedade. Também é fonte de magnésio.

Bananas / Foto: Reprodução Google

 Castanha do Pará, amêndoas, avelã, castanha de caju, nozes: as oleaginosas também contribuem para o aumento da produção de serotonina e são excelentes fontes de gordura boa que deve ser consumida diariamente.

  • Semente de linhaça:rica em ácido graxos Ômega 3, eleva os níveis de serotonina.
  • Brócolis: contém alto teor de triptofano, o precursor da serotonina, e também é rico em magnésio.
  • Grão de bico:é rico em triptofano, aminoácido que contribui para a produção do hormônio do prazer e bem estar que é a serotonina.
  • Banho de sol, essa luz natural pode ajudar a reduzir os níveis de melatonina, que compete com a serotonina. A liberação de serotonina em certas partes do cérebro e de alguns receptores da serotonina segue ritmos diurnos. Portanto, a produção de serotonina está em seu pico mais alto na parte da manhã e é estimulado quando exposto à luz natural e ainda lembro que a deficiência de vitamina D tem uma grande relação com depressão.

Brócolis / Foto: Reprodução Google

A melhor forma de prevenção da serotonina baixa é ingerir alimentos que ajudam na concentração de serotonina no corpo,  e a prática de atividades físicas constantes também ajuda a estimular a serotonina no corpo, aliviando os estados de tensão e melhorando a qualidade do sono. A liberação da endorfina, hormônio do prazer, durante as atividades esportivas e físicas, também ajuda a evitar a serotonina baixa.

Um suplemento de triptofano pode ajudar a aumentar os níveis de serotonina por aumentar a concentração de plasma de triptofano, que, em seguida, aumenta a quantidade do aminoácido que é levado para o cérebro.

Ervas que aumentam a produção de serotonina também são eficazes. No entanto, deve-se ter cuidado para não ingerir estes suplementos com fármacos serotoninérgicos, pois essa combinação pode causar uma reação de toxicidade conhecida como síndrome da serotonina (quando ocorre uma alta nos níveis de serotonina além do normal).

Uva Passa e Banana Seca / Foto: Reprodução Google

Fonte: Revista Saúde

Artigo: Atuação dos Neurotransmissores na Depressão

http://www.saudeemmovimento.com.br/revista/artigos/cienciasfarmaceuticas/v1n1a6.pdf

Artigo: serotonina e Enxaqueca

http://web.unifoa.edu.br/cadernos/especiais/biofisica/09.pdf

Serotonina e controle hipotalâmico da fome: uma revisão

http://www.scielo.br/pdf/ramb/v57n1/v57n1a20.pdf

Veja Também

Coronavírus – Estudo comprova que vírus é capaz de invadir cérebro

Foto: Shutterstock