Home / Notícias / Mulher grava vídeo estrangulando o próprio filho e envia ao pai para chantagear, ela já está na Delegacia
Clique e Saiba mais

Mulher grava vídeo estrangulando o próprio filho e envia ao pai para chantagear, ela já está na Delegacia

crianca-estragulada-pela-mae2-700
Mãe torturava o filho e gravava para enviar ao pai, ela o chantageava para retornar o relacionamento

Um vídeo que circula nas redes sociais, principalmente no whatsapp, gera revolta em quem o assiste. Nas imagens, uma mulher estrangula o próprio filho, que grita e pede por socorro. O vídeo começou a circular na noite de ontem domingo (27), depois que garoto teria sido sequestrado pela própria mãe.

Segundo as informações, que ainda não foram confirmadas oficialmente pela Polícia Civil, o menino, que tem três anos, mora com o pai, de 20, no Campo de Santana, em Curitiba. Neste domingo, a mulher teria entrado na casa do pai da criança, acompanhada de dois homens armados, e levado o menino à força.

Depois que levou, a mulher fez um vídeo estrangulando o menino, que chega a pedir socorro para ela mesma. “Mamãe, mamãe”, esboça gritar o garoto, que sequer consegue falar e tem até ânsia devido ao estrangulamento.

Essa não foi a primeira vez que essa mulher faz a mesma coisa com o próprio filho e por conta disso a criança teria ido morar com o pai. Na primeira vez, em menos de um mês, segundo as informações que circulam junto com o vídeo, ela teria gravado tudo e mandado para o pai. O motivo das agressões seria o de não aceitar o fim do relacionamento.

As imagens continuam circulando e agora a Polícia Civil, através do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria), procura pela mulher. O Nucria ainda não divulgou o nome dela e também não deu detalhes sobre o assunto, mas, por meio da assessoria de imprensa, informou que uma equipe policial está em diligências. Denúncias podem ser feitas pelo 3270-3370.

“Era brincadeira” (de muito mal gosto)

Por volta das 14h30 desta segunda-feira (28), a mulher se apresentou voluntariamente, junto com o seu advogado e a criança, à Delegacia do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria). A mãe da criança estrangulada tenta convencer a Polícia de que tudo não passou de uma “brincadeira”.

A avó materna e outras testemunhas já prestaram depoimento. Enquanto a mãe da criança aguardava para ser ouvida, o menino, que agora passa bem, brincava em uma sala do Nucria.

A guarda da criança, que tem 3 anos, estava com a mãe. Agora, o Conselho Tutelar deve decidir como vai ficar a situação do menino.

O pai da criança, Paulo Braz Machado, contou que a ex-companheira lhe enviou os vídeos torturando a criança no sábado retrasado (18). Segundo ele, era uma chantagem da moça para que eles reatassem o relacionamento, que terminou há cerca de um mês. Paulo disse que encaminhou as imagens para familiares da ex e que marcou um encontro com ela, em que fingiu que retomaria o casamento, e pegou o menino.

A delegada responsável pelo caso acredita que foi a própria mãe que gravou as imagens, mas elas devem ser encaminhadas para perícia.

crianca-estragulada-pela-mae1-700
O pai, Paulo Braz Machado, contou que ela lhe enviou os vídeos torturando a criança para que retomassem o relacionamento. / Foto: Giuliano Gomes

O sequestro

O rapaz afirmou que passou o Natal com o filho e, no último sábado (26), um parente da moça foi até a casa dele com um presente. Essa pessoa, que ele não quis identificar, disse que levaria o menino e, de acordo com o pai, estava armada.

O pai comentou que não sabe como os vídeos pararam em redes sociais e disse sentir ódio da ex-companheira. “Ela não está dando chance para ele, o direito dele de viver. Ela deixa meio que a criança de lado e dá mais importância para mim”, disse.

Paulo deve ser ouvido no Nucria nas próximas horas.

22-09-2015- banner -amarelo- naldo - madrid- som-dj-banner-centro-da-materia-775x168

Fonte: Paraná Online

Veja Também

Loterias – Mega-Sena acumula; próximo sorteio pode pagar R$ 9 milhões

Mega-sena