Home / Curiosidades / Júpiter; sonda entra na órbita do maior planeta do Sistema Solar
Clique e Saiba mais

Júpiter; sonda entra na órbita do maior planeta do Sistema Solar

5hye9dloecelcabiprpz4t545
Após quase cinco anos de missão, sonda Juno atingiu o seu objetivo após manobra de 35 minutos / Foto: Divulgação/Nasa

Depois de viajar quase cinco anos pelo Sistema Solar, a sonda espacial Juno ingressou na órbita de Júpiter na madrugada desta terça-feira (5).

 O veículo da Nasa, a Agência Espacial Americana, completou com sucesso uma arriscada manobra de 35 minutos que deixou os cientistas com os nervos à flor da pele: acionar motores para frear a sonda e permitir que fosse atraída pela gravidade do maior planeta do Sistema Solar.

“Juno, bem-vindo a Júpiter”, gritavam os cientistas no centro de controle de missão no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês), em Pasadena, na Califórnia, mal a sonda emitiu “batimentos” (sinais sonoros) confirmando o sucesso da operação.

“Estou muito emocionado. Toda a equipe está emocionada. Foi uma jornada incrível”, disse o líder da equipe, Scott Bolton.

A missão custou U$ 1,1 bilhão e tem como objetivo desvendar os mistérios sobre a origem e evolução de Júpiter, na expectativa de se aprender mais sobre a formação de outros planetas.

A sonda é batizada em referência à mitologia greco-romana, segundo a qual Júpiter se rodeou de um véu de nuvens para esconder sua maldade. Foi a mulher dele, a deusa Juno, quem conseguiu adentrar esse véu e revelar a natureza real de Júpiter.

Como na mitologia, Juno deu nas primeiras horas desta terça-feira o primeiro passo para penetrar as espessas nuvens de Júpiter, onde passará 18 meses analisando informações.

Mas a sonda da Nasa só conseguirá obter os dados que os astrônomos querem quando chegar a 5 mil quilômetros acima da capa de nuvens. Nunca uma sonda vai ter chegado tão perto de Júpiter.

Uma das buscas mais importantes de Juno será determinar a abundância de água na atmosfera, um indicador de quanto oxigênio havia na região do Sistema Solar onde Júpiter estava quando se formou.

A entrada em órbita da sonda colocará Juno em uma grande elipse em volta do planeta, que deve precisar de cerca de 53 dias para completar uma volta inteira.

No meio do mês de outubro, deve ocorrer uma segunda frenagem da sonda para diminuir a órbita para apenas 14 dias. E é a partir daí que as grandes descobertas devem começar.

A Nasa planeja continuar com essa missão até fevereiro de 2018.

O controle na Terra então dará ordens para que a Juno encerre suas operações e caia na atmosfera do planeta.

2nkdwkf6o235mdxxrwi3ayz3c
Júpiter é 11 vezes maior do que a Terra e tem 300 vezes a massa de nosso planeta / Fonte: Forbes

banner para topo da materia em png-800x126

Fonte: BBC

Veja Também

Futebol – Pelé completa 80 anos

Pelé / Foto: Getty Imagens