Home / Brasil / Irmão do ex-goleiro Bruno diz que sabe onde está o corpo de Eliza Samudio
Clique e Saiba mais

Irmão do ex-goleiro Bruno diz que sabe onde está o corpo de Eliza Samudio

a2za7uum5asld53tg7o7temkt
Bruno foi condenado a 22 anos de prisão pela morte e ocultação do cadáver de Eliza / Foto: TJMG

O irmão do ex-goleiro Bruno, Rodrigo Fernandes das Dores de Sousa, de 27 anos, disse em depoimento à polícia do Piauí que sabe informar onde está o corpo de Eliza Samudio, ex-namorada do atleta do Flamengo que está desaparecida desde junho de 2010.

Sousa está preso desde setembro de 2015, no Centro de Detenção Provisória de Altos, 42 quilômetros ao norte de Teresina, após cumprimento de mandado de prisão preventiva, por crime de estupro. De acordo com a titular da Delegacia da Mulher da zona sudeste de Teresina, delegada Alexandra Santos, Sousa responde a quatro processos por violência sexual.

No depoimento, o irmão de Bruno teria dito que os restos mortais de Eliza Samudio estariam em uma cidade do interior de Minas Gerais. Nada mais foi informado. O delegado geral da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, Riedel Batista, afirmou que as informações estão sendo encaminhadas para a Polícia Civil do Rio de Janeiro, onde o caso ainda é investigado.

Há quatro anos, por informações de Jorge Rosa Sales, que é primo de Bruno, a polícia de Vespasiano (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, escavou o bairro de Santa Clara atrás dos restos mortais de Eliza. Já foram feitas buscas em pelo menos quatro pontos diferentes de Belo Horizonte, incluindo o sítio de Bruno, em Esmeraldas, onde ela teria sido vista pela última vez. O goleiro está preso. Ele foi condenado a 22 anos de prisão pela morte e ocultação do cadáver de Eliza.

Irmão de Bruno
Rodrigo Fernandes de Sousa está preso acusado de seis estupros em Teresina. No ano passado, ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar, pelo estupro de uma menor na zona sudeste da capital. Na época, já existiam quatro inquéritos policiais contra ele, em que seis vitimas o apontaram como agressor. De acordo com a delegada Anamelka Cadena, Sousa foi reconhecido pelas vítimas, por meio de imagens de câmeras de segurança.

Em setembro de 2013, ele foi preso após denúncia de ter cometido estupro em Teresina. Em 2014, depois de passar oito meses preso e sete meses respondendo em liberdade, ele foi inocentado do crime por falta de provas.

al89k95vnklliz8mfi6mucrc4
Rodrigo teria dito que os restos mortais de Eliza Samudio estariam em uma cidade do interior de Minas Gerais / Foto: Reprodução Globo

banner para topo da materia em png-800x126

Fonte: Estadão Conteúdo

Veja Também

Loterias – Mega-Sena acumula; próximo sorteio pode pagar R$ 9 milhões

Mega-sena