Home / Brasil / Empresário morto em um motel de Olinda foi envenenado, confirma SDS
Clique e Saiba mais

Empresário morto em um motel de Olinda foi envenenado, confirma SDS

20160623203128_bpgfztdzkzp88aagvt3k4ffnp
Empresário morto em um motel de Olinda vítima de envenenamento teria abastecido a campanha do ex-governador Eduardo Campos (PSB)- morto em agosto de 2014 / Foto: Reprodução

A causa da morte do empresário Paulo César Morato foi por intoxicação exógena por organofosforado, popularmente conhecido como chumbinho. Segundo nota oficial emitida pela Gerência Geral de Polícia Científica, no final da tarde de ontem quinta-feira (30), foram realizados exames de DNA, histopatológico e toxicológico nas vísceras do corpo do empresário para que se chegasse a conclusão do que causou a morte de Morato.

Ainda, de acordo com a nota, precisam ser concluídas: a perícia das imagens, papiloscopia, química, tanatoscópica e local da morte. O prazo estipulado pela Gerência para a conclusão da perícia e encaminhamento do resultado a Polícia Civil é de 10 dias, segundo a nota.

Mais cedo, a Secretaria de Defesa Social (SDS) não confirmava e nem negava a hipótese de envenenamento e chegou a convocar nova coletiva de imprensa para tratar do caso. No entanto, a assessoria de imprensa apenas entregou a nota aos jornalistas e cancelou a coletiva.

O corpo do empresário também foi liberado para ser sepultado, as autoridades agora aguardam a solicitação da família.

Morato – O empresário foi encontrado morto em um motel de Olinda, na Região Metropolitana do Recife, no último dia 22. Ele era investigado na Operação Turbulência por suposto envolvimento no esquema de corrupção que teria abastecido a campanha do ex-governador Eduardo Campos (PSB)- morto em agosto de 2014. 

whatsapp-image-20160622_1

banner para topo da materia em png-800x126

Fonte: Leia Já

Veja Também

Terra Roxa – Secretaria de Saúde Municipal informa Boletim Covid-19

Banner: Divulgação