Home / Bullying / Em Medianeira-PR tiroteio em escola pode ter sido motivado por Bullying
Clique e Saiba mais

Em Medianeira-PR tiroteio em escola pode ter sido motivado por Bullying

O estudante Bruno Raphael Facundo, que foi atingido na coluna está consciente, mas não tem previsão de alta / Foto: G1-RPC

O ataque a tiros no Colégio Estadual João Manoel Mondrone, em Medianeira, pode ter sido motivado por Bullying. Segundo as investigações, o autor dos disparos tinha pelo menos nove alvos, todos alunos que o estariam importunando na escola e pelas redes sociais. O aluno seria motivo de chacota frequentemente entre os colegas.

O atirador teve a ajuda de outro aluno, também menor de idade. Ambos estão detidos no Centro de Socioeducação (Cense) de Foz do Iguaçu.

De acordo com a polícia, uma carta com pedido de desculpas foi encontrada no material escolar dos suspeitos, além de recortes com notícias de ataques em escolas dos Estados Unidos e do Brasil.

No celular de um deles também foram encontrados vídeos de violência. Na casa do atirador, policiais encontraram mais armas, facas e bombas caseiras.

Em recuperação

O estudante Bruno Raphael Facundo, de 15 anos, que foi atingido na coluna durante o ataque de Medianeira, está consciente, mas não tem previsão de alta. Segundo informações repassadas pelo Hospital do Trabalhador neste domingo (30), o adolescente respira confortavelmente sem a ajuda de aparelhos e que está fazendo sessões de fisioterapia. A bala ainda não foi retirada do corpo dele.

Além de Bruno, um jovem de 18 anos também foi atingido durante o ataque. Ele foi ferido de raspão na perna e não precisou ser internado.

Fonte: G1 – RPC / O Bem Dito

Veja Também

Menino de apenas 7 anos é o Youtuber mais bem pago do mundo em 2018 faturando mais de US$ 22 milhões (veja o vídeo)