Home / Brasil / Jovens Terrarroxenses estão em missão no Haiti
Clique e Saiba mais

Jovens Terrarroxenses estão em missão no Haiti

foto capa
Junão e Tio Fubá no momento do embarque / Foto: Adir Junior

Dois terrarroxenses embarcaram no começo do mês para uma missão em tempo integral no Haiti. Rogério Junior conhecido como ”Tio Fubá” e Adir Junior popularmente conhecido como ”Junão”.

O jovens permanecerão no Haiti por 30 dias trabalhando em orfanatos levando carinho, amor e dedicação as crianças.

Junão faz parte da Igreja Quadrangular e Tio Fubá é da Igreja Batista, ambas de Terra Roxa-PR.

Em conversa com o Portal, Rogério nos conta que eles  ”estão na contra mão do mundo, em um lugar onde todos precisam de amor e carinho, eu e o Junão estamos aqui fazendo a vontade do senhor nosso Deus, ouvindo a voz dele”.

13620731_902781466517491_8109598462703613178_n
Rogério Junior conhecido como ”Tio Fubá” / Foto: Tio Fubá

E para finalizar os jovens deixaram um versículo para reflexão.

Em Isaías 61 – 1 diz:
O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos mansos; enviou-me a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abertura de prisão aos presos.

Este é o que nos mantém firme e estamos a cada dia prontos para levar o evangelho e a  salvação do nosso senhor Jesus Cristo e não exaltando religiões mas sim colocando em evidência o amor que cura.

13613132_1066211970126143_2944990321862873987_o
Adir Junior rodeado de crianças do orfanato / Foto: Adir Junior

Relembrando: 

No dia 12 de janeiro de 2010. O dia já estava no fim, haitianos saíam do trabalho quando o país foi abalado por um forte tremor. Em menos de um minuto, estima-se que mais de 200 mil pessoas tenham morrido naquele que foi o pior terremoto já enfrentado pelo país em todos os tempos.

O epicentro foi a 15 quilômetros (km) da capital, Porto Príncipe. O tremor principal registrou 7,3 graus na Escala Richter. Mais dois tremores secundários foram sentidos no país: um de 5,5 graus e outro de 5,3 graus.

Em 1984, o país havia sofrido, até então, o maior terremoto de sua história, de 6,7 graus.

Mas o terremoto não atingiu apenas os haitianos. Militares brasileiros que atuam na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah), no país desde 2004, também sentiram os reflexos do tremor. No total, 18 militares morreram e outros ficaram feridos.

Desde então pessoas do mundo todo se uniram para ajudar o país.

Visite o Facebook Oficial SGM Missões no Haiti-Clique Aqui

13585100_1067436393337034_7622925572520692909_o
Adir Junior pregando a palavra de Deus aos militares brasileiros na base da ONU / Foto: Adir Junior

13646971_904641599664811_616570304_o

13613132_1066211970126143_2944990321862873987_o

13649642_903594373102867_2025240485_n

13528331_1024295697618184_3152275489822862240_o
Voluntários da Base de Missões Haiti / Foto: Reprodução Facebook

13652384_904406803021624_238175014_n

13567414_903959196399718_2104803635364449159_n

13625332_903594459769525_1417703123_n

banner para topo da materia em png-800x126

Fonte: Portal Terra Roxa com informações de Rogério Junior / Fotos: Rogério Junior/Adir Junior

Veja Também

Terra Roxa – Vítima é roubada na ”saidinha de banco”

Plantão Policial