Home / Brasil / COMO SALVAR UMA CRIANÇA DE ASFIXIA OU ENGASGO POR COMIDA OU OBJETO (veja o vídeo)
Clique e Saiba mais

COMO SALVAR UMA CRIANÇA DE ASFIXIA OU ENGASGO POR COMIDA OU OBJETO (veja o vídeo)

maxresdefault
Cuidados ao engasgar o seu bebê / Banner: Divulgação

Boa parte dos pais não sabe o que fazer se o filho sofre asfixia/ sufocamento por engasgo com objeto ou alimento.

Existe um procedimento que deve ser feito nesses casos para salvar a vida da vítima.

É a manobra de Heimlich.

Essa técnica é extremamente eficaz, mas precisa ser aplicada da forma certa.

O modo de execução da técnica vai variar se for feita com bebê ou uma criança um pouco maior.

No caso de bebês, o procedimento certo é colocar a criança sobre o colo, com a cabeça levemente mais baixa que o tronco e dar cinco tapas firmes nas costas dela (com a parte mais dura das mãos), mais ou menos na altura dos ombros.

bebe_-_manobra_de_heimlich_-_asfixia_-_engasgo_-_novo

Para facilitar o entendimento, veja o vídeo a seguir.

Vamos à explicação da manobra de Heimlich em bebês:

– Segure a vítima de cabeça para baixo, apoiando-o nas coxas.

– Bata nas costas utilizando a parte mais saliente da palma de sua mão (até cinco vezes) para desalojar o alimento ou o objeto preso nas vias vias respiratórias (traqueia).

– Se o alimento/objeto permaner alojado, vire o bebê ao contrário e aplique até cinco compressões torácicas.

– Continue o ciclo até que o alimento/objeto sair das vias respiratórias.
Se ficar com dúvida, veja o vídeo de novo.

É muito importante que os pais saibam aplicar essa técnica.

Por isso divulgue e compartilhe esta informação para o maior número de pessoas nas suas redes sociais, pois ela pode salvar uma vida um dia.

”Esta é uma notícia sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico”.

banner para topo da materia em png-800x126

Fonte: Cura Pela Natureza / Vídeo: Reprodução Youtube/Valtair Morais

Veja Também

Futebol – São Paulo é atropelado por Inter no Morumbi e perde à liderança do Brasileiro

Foto: Ricardo Duarte/Internacional