Home / Brasil / Bolsonaro une Cultura e Esportes e adia Direitos Humanos
Clique e Saiba mais

Bolsonaro une Cultura e Esportes e adia Direitos Humanos

© REUTERS / Adriano Machado (Foto de arquivo)

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, anunciou três novos auxiliares ontem quarta-feira (28) e criou um ministério turbinado para a área social, batizado de Cidadania, entregue a Osmar Terra. Esta foi a primeira escolha de um nome do MDB para o primeiro escalão do governo Bolsonaro.

Já foram confirmados até o momento 19 ministros e Bolsonaro admitiu a possibilidade de ter até 22 pastas. Isso representa um número quase 50% maior do que o anunciado durante a campanha, de 15.

Terra, que já foi ministro de Desenvolvimento Social no governo de Michel Temer, assumirá uma estrutura à qual foi somada a gestão de Esporte e Cultura. Ficará sob seu comando a gestão de programas sociais de relevância, como o Bolsa Família.

“O Bolsa Família vai ser um programa que vai estimular muito a questão da geração de emprego e renda, por orientação do presidente também, principalmente para os jovens do Bolsa Família. Vai se integrar melhor com a área de esportes”, disse, logo depois de ter sido anunciado.

Fonte: Notícia ao Minuto

Veja Também

Menino de apenas 7 anos é o Youtuber mais bem pago do mundo em 2018 faturando mais de US$ 22 milhões (veja o vídeo)