Home / Brasil / Guerra – Russos estão lotando geladeiras com produtos do McDonald’s após rede fechar

Guerra – Russos estão lotando geladeiras com produtos do McDonald’s após rede fechar

Um post publicado no Reddit viralizou ao mostrar estoque de hambúrgueres na geladeira de um cidadão russoImagem / Foto: Reprodução/Reddit

Cidadãos russos estão estocando itens do cardápio do McDonald’s e formando filas nas loja esta semana, depois que a rede de fast-food interrompeu as vendas no país devido à guerra na Ucrânia.

Uma imagem publicada no Reddit chamou atenção ao mostrar uma pilha de hambúrgueres do McDonald’s na geladeira de uma pessoa – um sinal de como os russos estão se organizando para garantir suas refeições favoritas antes do fechamento das lojas.

“O McDonald’s está fechando permanentemente na Rússia, aqui está o estoque do meu amigo”, diz a legenda do post no Reddit. Nos comentários, internautas brincaram dizendo que o homem deveria vender alguns dos hambúrgueres, com um meme mostrando que seria uma “boa oportunidade de negócio vender hambúrgueres velhos a um preço elevado”.

Além disso, fotos publicadas nas redes mostraram clientes russos na porta de algumas lojas do McDonald’s depois que a gigante do fast-food disse que fecharia temporariamente suas 850 lojas no país e pausaria as operações devido aos conflitos na Ucrânia.

A Avito, uma plataforma russa de classificados e leilões semelhante ao eBay, foi inundada com listas de pessoas tentando vender produtos do McDonald’s por preços exorbitantes. Desde hambúrgueres e bebidas a pacotes individuais de molho.

Em uma lista revisada pelo jornal New York Post, um vendedor estava pedindo 104.000 rublos (R$ 4,4 mil) por uma torta de cereja. Outro estava cobrando 50.000 rublos, ou mais de R$ 10 mil, por uma “coleção de molhos” do McDonald’s.

Outra brincadeira levantada foi a lenda de que lanches da rede duram por anos, ou até décadas, com aparência de frescos.

Em uma carta aos funcionários, o CEO do McDonald’s, Chris Kempczinski, disse que o conflito “causou sofrimento indescritível a pessoas inocentes” e deixou a rede com poucas escolhas a não ser fechar lojas.

“À medida que avançamos, o McDonald’s continuará avaliando a situação e determinando se são necessárias medidas adicionais”, disse Kempczinski. “Neste momento, é impossível prever quando poderemos reabrir nossos restaurantes na Rússia.”

Segundo o New York Post, o McDonald’s espera arcar com um alto custo financeiro por sua decisão de sair da Rússia. A empresa inicialmente resistiu aos pedidos de fechamento.

Durante uma conferência, o CFO do McDonald’s, Kevin Ozan, disse que a rede espera que a interrupção dos serviços na Rússia custe à empresa US$ 50 milhões (R$ 251 milhões) por mês. O McDonald’s planeja continuar pagando seus 62.000 funcionários russos durante a paralisação.

“Esperamos que isso seja temporário e certamente não tomamos essa decisão com o ânimo leve, mas, para nós. trata-se de fazer o que achamos ser a coisa certa a fazer, tanto para os negócios globais quanto para nosso pessoal local”, disse Ozan, à CNBC.

Fonte: UOL

Veja Também

Saúde – Tentando atrasar a chegada da varíola dos macacos, Anvisa pede retorno de máscaras

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil