Home / Brasil / Paraná – Preço médio da gasolina ultrapassa, pela primeira vez, os R$ 6 no Paraná, aponta ANP

Paraná – Preço médio da gasolina ultrapassa, pela primeira vez, os R$ 6 no Paraná, aponta ANP

Gasolina mais cara / Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O preço médio da gasolina ultrapassou a marca dos R$ 6 pela primeira vez em duas cidades do Paraná. O dado consta em pesquisa da Agência Nacional do Petróleo (ANP) publicada no domingo (22).

Os valores foram registrados em Arapongas (R$ 6,10) e Apucarana (R$ 6,04), ambas na região norte. O preço do litro da gasolina já foi reajustado nove vezes desde o início do ano pela Petrobras. A última alta foi feita em 11 de agosto com 3,3% de aumento nas refinarias. No acumulado do ano, a gasolina teve alta de 51%.

O doutor em Desenvolvimento Econômico Lucas Dezordi explica que a alta nos combustíveis é influenciada principalmente por fatores externos, como a recuperação da economia em parte do mundo em choque com a crise instalada no Brasil.

Pesquisa sobre preço da gasolina foi feita em 22 cidades do Paraná

A pesquisa da ANP percorreu 22 cidades do Paraná, entre os dias 15 e 21 de agosto e constatou que as maiores altas foram encontradas nas regiões mais ao norte do estado.

Além de Arapongas e Apucarana com postos vendendo o litro a até R$ 6,19 em Londrina, por exemplo, um posto estava cobrando R$ 6,55 pelo litro. Já em União da Vitória e Cascavel o litro da gasolina também estava acima de R$ 6. Já o valor mais em baixo encontrado estava em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, com o preço médio da em R$ 5,54.

Em Curitiba, o valor médio está em R$ 5,67. Para a definição do preço da gasolina nas refinarias, a Petrobras segue a cotação do barril de petróleo no mercado externo, com o objetivo de evitar prejuízos à estatal. O economista e supervisor técnico do (Dieese), Sandro Silva, critica a atual política de preços já que é adotada em detrimento ao consumidor.

Além da política de preços, o valor dos combustíveis é composto por várias margens entre produtores e revendedores, porém, a maior fatia é formada por impostos.

Além de impostos (ICMS, PIS/Pasep e Cofins, e Cide), o valor dos combustíveis é influenciado pela fatia dos lucros do produtor ou importador, custo do etanol anidro (no caso da gasolina) e do biodiesel (no caso do diesel), além, das margens do distribuidor e revendedor.

Fonte: Portal Paraná / Band News Fm Curitiba

Veja Também

Toledo – Morre Moacir Hanzen, sócio proprietário e diretor geral da Rede Costa Oeste, aos 56 anos

Foto: Divulgação