Home / Brasil / Maracaju/MS – Prefeitura envia nota de repúdio sobre festa de casamento de luxo clandestina com presença da dupla Jads e Jadson
Clique e Saiba mais

Maracaju/MS – Prefeitura envia nota de repúdio sobre festa de casamento de luxo clandestina com presença da dupla Jads e Jadson

Festa clandestina de casamento foi flagrada pela PM na zona rural de Maracaju / Foto: Reprodução

A Prefeitura de Maracaju divulgou nota nesta segunda-feira (7) através da qual manifesta repúdio a uma festa de casamento clandestina realizada durante a noite de sábado (5) em uma fazenda localizada na zona rural do município, na MS-460.

Conforme a publicação, a Polícia Militar havia notificado os pais dos noivos previamente antes mesmo da cerimônia religiosa, alertando sobre a proibição de eventos por força de decreto municipal que veda aglomerações como meio de conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

Isso porque a doença já teve 5.019 casos confirmados até domingo (6) no município, com 76 óbitos.

No entanto, a pedido da procuradoria jurídica municipal os militares foram até a fazenda e flagraram a festa em andamento.

“De imediato foi determinado o encerramento da mesma, foram registradas todas as pessoas que estavam no local, no momento da abordagem, e foi confeccionado o boletim de ocorrência”, informa, acrescentando que “todos serão penalizados, organizadores, convidados, empresas que prestaram serviços (buffet, decoração, músicos)”.

Mesmo quem não foi flagrado no local poderá ser penalizado porque as autoridades devem analisar imagens do evento publicadas em redes sociais.

O evento contou com a presença da dupla Jads e Jadson uma dupla identificada como Davi e Fernando. 

“O evento foi uma desobediência ao decreto municipal, que proíbe eventos e qualquer tipo de aglomeração. Todos os envolvidos serão multados, responderão de forma criminal e civil, por estarem na festa. As pessoas que estavam sem máscaras, responderão pela falta do uso da mesma”, pontua a nota.

Além disso, a mãe da noiva, identificada como Maria do Carmo Nascimento da Silva, foi exonerada hoje, a pedido, do cargo de assessora municipal de programas sociais, com salário bruto de R$ 3.863,16.

Foto: Divulgação/GovernoMS

Fonte: 95 FM Dourados

Veja Também

Santa Helena – Homem morre atropelado na PR 488, nas proximidades da fábrica de biscoitos

Foto: Correio do Lago