Home / Destaque / Hospital bom Jesus terá que dar explicações sobre o anúncio de fechamento ao Ministério Público
Clique e Saiba mais

Hospital bom Jesus terá que dar explicações sobre o anúncio de fechamento ao Ministério Público

hospital bom jesus-700
Hospital bom Jesus terá que dar explicações sobre o anúncio de fechamento ao Ministério Público / Foto: Reprodução

Dois dias após o anúncio de fechamento do Hospital Bom Jesus em Toledo, o Ministério Público da cidade se pronunciou nesta sexta-feira (04) sobre a suspensão das atividades da unidade. A promotoria quer esclarecimento de todos os órgãos públicos responsáveis pelo funcionamento do hospital.

 O promotor de Justiça Tiago Trevizoli Justo, da 2ª Promotoria de Toledo, demonstrou muita preocupação em relação ao encerramento do atendimento. Durante a coletiva, ele anunciou a abertura de um procedimento preparatório, que questiona todas as partes envolvidas sobre o que vai acontecer nesses 60 dias.

 A Secretaria Estadual de Saúde e a 20ª Regional terão que responder quais são os planos para que quase 400 mil pessoas não fiquem desassistidas.

O Ministério da Saúde também será consultado, uma vez que a principal justificativa do Bom Jesus para o fechamento é a dificuldade que tem tido com os recursos federais. Faltam habilitações e credenciamentos, além da diferença dos pagamentos dos leitos do SUS (Sistema Único de Saúde) com relação as outras regiões do estado, situações só que fizeram o rombo milionário da unidade crescer.

 Nessa semana, a promotoria percebeu o aumento da demanda a respeito da falta de atendimento no hospital. Por isso, também questiona a direção.

Todos os órgãos questionados têm entre três e cinco dias para responder o documento. Dependendo do retorno, uma ação civil pública pode ser instaurada. A tendência é de que na semana que vem, o cenário se complique.

 Em uma reunião nesta sexta, os funcionários decidiram que vão parar o trabalho, para pressionar o poder público. Ainda não foi definido a partir de quando e nem por quanto tempo a mobilização vai acontecer, mas o percentual mínimo de 30% deve ser mantido.

 Um protesto dos funcionários e também da população já está marcado para a próxima terça-feira (08), em frente a Câmara de Vereadores.

O SAS (Sistema de Assistência a Saúde), programa que atende os servidores estaduais no Hospital Bom Jesus, nesse mês, já para as atividades. O contrato vence no dia 31 de março e não será prorrogado.

Ao todo, o hospital tem 204 leitos. Como se trata de uma unidade filantrópica, 71% dos atendimentos são feitos pelo SUS. O Bom Jesus é ainda destaque nacional em captação de órgão, e é o único hospital de urgência e emergência da 20ª Regional.

22-09-2015- banner -amarelo- naldo - madrid- som-dj-banner-centro-da-materia-775x168

Fonte: Catve.com

Veja Também

Medianeira – Motociclista perde a vida ao bater de frente com carreta na BR 277, ele pilotava na contramão (veja o vídeo)

Foto: Guia Medianeira